Salmo 7

Salmo 7 é uma oração por livramento e também para que Deus julgue conforme a sua justiça.

Senhor meu Deus, em ti confio; salva-me de todos os que me perseguem, e livra-me;
Para que ele não arrebate a minha alma, como leão, despedaçando-a, sem que haja quem a livre.
Senhor meu Deus, se eu fiz isto, se há perversidade nas minhas mãos,
Se paguei com o mal àquele que tinha paz comigo (antes, livrei ao que me oprimia sem causa),
Persiga o inimigo a minha alma e alcance-a; calque aos pés a minha vida sobre a terra, e reduza a pó a minha glória. (Selá.)

Deus julgará com Justiça

Levanta-te, Senhor, na tua ira; exalta-te por causa do furor dos meus opressores; e desperta por mim para o juízo que ordenaste.
Assim te rodeará o ajuntamento de povos; por causa deles, pois, volta-te para as alturas.
O Senhor julgará os povos; julga-me, Senhor, conforme a minha justiça, e conforme a integridade que há em mim.
Tenha já fim a malícia dos ímpios; mas estabeleça-se o justo; pois tu, ó justo Deus, provas os corações e os rins.
O meu escudo é de Deus, que salva os retos de coração.
Deus é juiz justo, um Deus que se ira todos os dias.
Se o homem não se converter, Deus afiará a sua espada; já tem armado o seu arco, e está aparelhado.
E já para ele preparou armas mortais; e porá em ação as suas setas inflamadas contra os perseguidores.
Eis que ele está com dores de perversidade; concebeu trabalhos, e produziu mentiras.
Cavou um poço e o fez fundo, e caiu na cova que fez.
A sua obra cairá sobre a sua cabeça; e a sua violência descerá sobre a sua própria cabeça.
Eu louvarei ao Senhor segundo a sua justiça, e cantarei louvores ao nome do Senhor altíssimo.
Salmos 7:1-17

Comentário

O salmista declara a sua confiança em Deus e clama por livramento a fim de que não seja abatido por seus inimigos.

Além disso o autor do salmo diz se pagou a alguém mal por mal. que Deus o julgue com justiça. Mas ao contrário ele diz que até livrou os que o faziam mal sem motivos.

Então o salmista clama pela misericórdia de Deus, ressaltando que Deus o julgue confirme a integridade que existe nele. Portanto segundo o salmista sua integridade deveria ser posta na balança quando o Senhor entrar com justiça.

Acrescente que um clamor para que a malícia tenha fim é evidente, mas que o justo deve se estabelecer, pois Deus é conhecedor dos corações.

No salmo 7 Deus é tido como escudo para proteger os que praticam o bem, aquele que salva os retos de coração. Mas ao mesmo tempo um Deus que se ira todos os dias como um juiz justo.

O ímpio deve ser converter antes que seja tarde demais, pois se não o fizer as consequências serão terríveis. Além disso o salmista ressalta o que acontecerá com eles devido suas ações perversas.

Muitos cavam um poço e cai no mesmo poço que fez, como aqueles criam uma armadilha e caem na própria.

Salmo 7 – Oração

Pai, que em nome do teu Filho amado Jesus a tua bondade e justiça se manifestem sobre a terra.

Sou grato ao Senhor pois os teus filhos são considerados justos não por mérito próprio mas por causa do sangue do teu Filho unigênito.

Que os ímpios venham se converter a Ti de todo o coração antes que a tua ira futura se manifesta sobre todas as nações da terra.

Portanto hoje declaramos também como fez o salmista que o Senhor é o nosso escudo, e em Ti depositamos toda a nossa confiança e esperança.

Assim oramos depositando no Senhor toda a nossa esperança, em nome de Jesus. Amém.

Veja mais mensagens no Pinterest:

Conselheiro Cristão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.