O que significa ser crente hoje

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

No início da Era Cristã, os discípulos de Jesus foram chamados de cristãos, mas isso nada tinha de elogio; era apenas um adjetivo pejorativo, pois eles eram “diferentes”. Naquele tempo eles eram perseguidos e lançados às feras.
Quando o cristianismo se tornou a religião majoritária e oficial, cristão virou substantivo.
Ficou “chique”, pois não mais havia perseguições e apenas se requeria deles mera formalidade exterior.
Aconteceu de modo semelhante com os crentes no Brasil.
De um passado de perseguições inclementes, ocasião em que muitos pagaram com a própria vida por causa de suas convicções, depois as coisas mudaram.
Com inúmeras igrejas e teologias para todos os gostos (e desgostos), ser crente ganhou uma conotação “chique” que destoa de seu antigo significado.
Meu Deus onde vamos parar….Deus nos guarde.!!!!

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Compartilhar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.