O que é Racismo Estrutural?

O que é racismo estrutural, você sabe o que significa?

O Brasil foi o ultimo pais do continente a americano a abolir a escravidão em 1888.

Mas mesmo livres um milhão e meio de pessoas negras foram colocadas na sociedade brasileira sem nenhum suporte.

Então por conta dessa herança histórica vinda de centenas de anos de escravidão é que nasce o que chamamos de racismo estrutural.

Definição de Racismo

O Racismo, pois é uma forma de discriminação que tem a raça como alvo que se manifesta por meio de práticas conscientes ou inconsciente.

São um conjunto de hábitos, situações ou falas embutidas em nossos costumes e que promovem direta ou indiretamente o preconceito e a segregação racial.

Publicidade

Não da para saber exatamente quando o racismo começou.
Mas essas ideias se espalharam entre o século dezesseis e dezessete por conta da colonização do continente americano.

Acrescente-se ainda que os europeus consideram em sua visão eurocêntrica que os povos de origem europeia seriam mais inteligentes e mais capazes de prosperar . Enquanto os negros e indígenas eram considerados animais.

O Ano de 1888 – A dificuldade após a abolição

Até 1888 os negros eram escravizados, e com a abolição e sem ter para onde ir, começou o estigma de que negros são preguiçosos e não gostavam de trabalhar.

E nesse momento a sociedade, os lugares e as oportunidades ainda preservavam um pensamento escravocrata e calava a voz dos negros.

Não foram contudo elaboradas leis que contribuíssem para combater esse abismo social causada pelas décadas anteriores inserindo os negros na sociedade.

Pelo contrário, pois os parâmetros para criação de leis seguiam em um pensamento europeu que defendiam brancos, cristãos e homens.

Então os recém libertos, os escravizados foram morar em lugares que ninguém queria morar, como os morros, formando as favelas.

Sem emprego, sem moradia digna e sem condições básicas de sobrevivência.

E mesmo depois de 130 anos de abolição ainda é muito difícil para a população negra ascender economicamente no Brasil.

E mesmo que ascenda, infelizmente ainda vai ter uma experiência de racismo para contar.

Pensamentos Enraizados na Sociedade

Estudos sobre a desigualdade racial mostram que existem um pensamento enraizado de medo do branco ser comparado ao negro.

E ter as mesmas profissões que os negros, de frequentar os mesmos lugares.

O preconceito está na estrutura que formou esse pensamento.

Outra forma de racismo estrutural muito praticada, mesmo sem intenção ofensiva, são as falas e hábitos de linguagem pejorativos incorporados ao nosso cotidiano.

Quando usamos expressões racistas como denegrir, que nada mais é que tornar algo negro.

Ou quando usamos nomenclaturas para negros ou pretos, como as palavras mulato e pessoa de cor.

Desde sempre, em todas as pesquisas sociais e demográficas os autodeclarados pretos ou pardos são maioria nos índices de analfabetismo.

O que é Racismo Estrutural?Injustiças Nas Oportunidades

Além do desemprego e ter a menor renda mensal.
As estatísticas de cor ou raça produzidas pelo IBGE mostram que em média brancos tem maiores salários, sofrem menos com o desemprego.
A além disso são a maioria entre os que frequentam o ensino superior.

Isso poderia ser resolvido com a adoção de políticas públicas, que visam reparar aqueles que foram sistematicamente marginalizados e excluídos da sociedade durante tanto tempo como foi o caso a criação das cotas raciais.

As cotas raciais abriram espaço para que a comunidade negra conseguissem ingressar nas universidades.

Mas a sociedade brasileira como um todo já naturalizou a ausência dos negros.

Quantas pessoas questionam a falta de negros no legislativo ou no judiciário? Ou por que a maioria dos formandos dos cursos de medicina não são negros? mesmo em um pais de maioria negra?.

Onde estão os alto executivos negros? Isso cai sobre a própria comunidade negra.  Os negros acabam achando que esses lugares não lhes pertentem.

O que é Racismo Estrutural? Penas Maiores

De acordo com o Infopen que colhe informações e  estatísticas do sistema penitenciário brasileiro desenvolvido pelo ministério da justiça.

Além da precariedade do sistema prisional, as políticas de encarceramento e aumento de penas se voltam contra a população negra e pobre.

Entre os presos 61,7% são auto declarados pretos ou pardos. E mesmo depois de tudo isso ainda tem gente que nega que o racismo ainda existe.

A Hipocrisia da Sociedade

Há! Mas se eles se esforçarem eles vão chegar lá… Como se fosse possível chegar no mesmo lugar e no mesmo horário saindo com bastante atraso.

Ou você acha realmente que as oportunidades dadas aos brancos são as mesmas dadas aos negros?

Portanto é preciso reconhecer que o racismo existe e ele esta enraizado nas estruturas da nossa sociedade.

Entender que como já diria Angela Davis:
“ em uma sociedade racista  não basta apenas não ser racista, tem que ser antirracista”.

Então é preciso entender que essa luta não é apenas dos negros, essa luta é de todos.

O que é Racismo Estrutural? Martin Luther King

Martin Luther - O que é Racismo Estrutural?

Depois de aprender sobre o ódio, violência e opressão que os negros sofreram nos EUA, Martin Luther King posteriormente diria que ele estava “determinado a odiar toda pessoa branca”.[22] Seus pais o instruíram que era um dever cristão amar a todos.

Compartilhar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.